Os riscos do andador

Home » Entrevistas » Os riscos do andador

Campanha nacional pretende abolir o uso do objeto infantil.

 

SBP afirma que o equipamento é inútil para o desenvolvimento da marcha do bebê.

Utilizado por cerca de 60% a 90% dos bebês entre seis e quinze meses de idade, o andador é, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), um risco para a saúde do pequeno.

A estudante Bruna Garbuglio conversou com a Drª Renata Waksman, diretora do Departamento Científico de Segurança da Criança e do Adolescente da SBP, sobre a série de perigos que o objeto oferece à criança e os prejuízos ocasionados à saúde.

Ouça aqui!

Clique aqui e baixe o arquivo em mp3.

Comentar

Seu e-mail nunca é divulgado. Os campos obrigatórios são marcados com *