Mineradores x Indígenas

Home » Entrevistas » Mineradores x Indígenas

Ganhamos ou perdemos com a exploração mineral da extinta Renca?

 

Exemplo de extração mineral em Mina Bingham, nos Estados Unidos.

Criada em 1984, a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) fica situada entre os estados Pará e do Amapá e é uma região rica em ouro, ferro e manganês.

No último dia 23, o Governo Federal publicou um decreto que extinguiu a Renca e permitiu a exploração mineral da região. Vale destacar que esse decreto será revogado, mas a extinção da Reserva será mantida. Na segunda-feira, 28, o governo anunciou um novo decreto com as regras para a exploração mineral na área.

A decisão gerou críticas de ambientalistas, que alegam que a medida coloca em risco nove áreas de preservação de mata e animais e de duas terras indígenas.

Em entrevista para o programa Bom Dia Gazeta, o estagiário Otávio Rodrigues (3º ano de Jornalismo) conversou com o Prof. Dr. Casé Angatu Xukuru Tupinambá Olivença, do curso de história da graduação e pós-graduação da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC.

Durante o bate-papo, o professor explicou se a medida deve implicar negativamente a situação indígena atual, a possibilidade de confronto entre mineradores e tribos indígenas, como o decreto pode afetar a população brasileira em um todo e como está evoluindo a portaria 683/2017, que anula a declaração de posse permanente de 532 hectares de terras indígenas na região do Jaraguá, na zona norte de São Paulo.

Ouça a entrevista em:

Clique aqui e baixe o arquivo em mp3.