Infância marginalizada

Home » Entrevistas » Infância marginalizada

Crescem os crimes praticados por menores com armas de fogo.

 

Campanhas de desarmamento e aumento da burocracia nos processos de renovação das armas de fogo não estão sendo capazes de reduzir os índices de violência no país. Outro fato muito preocupante entre a polícia de alguns estados brasileiros é o aumento dos crimes praticados por crianças e adolescentes com armas de fogo.

Na capital paulista, por exemplo, entre abril e junho de 2011, cerca de 60% dos presos em flagrante com arma de fogo tinham entre 18 e 25 anos, de acordo com o estudo “As armas do Crime”, do Instituto Sou da Paz.

Em entrevista para o programa “Bom Dia Gazeta”, o presidente da Ong Movimento Viva Brasil, Bene Barbosa explicou à estudante Bruna Garbuglio explicou como funciona as iniciativas de redução da quantidade de armas nas mãos dos cidadãos e as razões para tais crimes serem esquecidos com o passar do tempo.

Ouça aqui!

Clique aqui e baixe o arquivo em mp3.

3 comentários

  • ;

    Adoro armas e não sou bandido

    P outubro 10, 2013 N 1:00 pm | Permalink
  • ;

    Sou ouvi verdades vindo do Proof.Bene.

    bruno
    P outubro 10, 2013 N 3:42 pm | Permalink
  • ;

    Professor Bene, como sempre né, mandando muito bem com seus argumentos dando fontes e explicando dando exemplos enfim, força Professor estamos juntos.

    David
    P outubro 10, 2013 N 9:29 pm | Permalink

Comentar

Seu e-mail nunca é divulgado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Acompanhe nossas redes sociais