Chico vira CD

Home » Reportagens » Chico vira CD

Repórter Mário Prata lança especial sobre o registro sonoro que entrou para a história do jornalismo.

Em 1974, o repórter Mário Prata publicou no  “Última Hora” uma entrevista exclusiva com o compositor Julinho da Adelaide.

Eram anos de ditadura e suas composições eram carregadas por um estilo crítico bastante pessoal, porém ninguém sabia que o entrevistado se tratava de um pseudônimo de Chico Buarque – personagem criado pelo compositor para burlar a censura da ditadura militar – entrando, dessa forma, para a história do jornalismo.

Inédito, o registro sonoro da conversa vira agora um CD encartado em um almanaque feito pelo próprio Prata, que terá uma tiragem inicial de 10 mil exemplares e será distribuído para clientes e amigos.

Em uma entrevista exclusiva, a estudante Salete Corrêa conversou com Mário Prata sobre a publicação inédita e a importância que a entrevista teve para o jornalismo brasileiro.

 

Ouvir Reportagem:

 

Jornalista Mário Prata fala da entrevista que realizou com Julinho da Adelaide

Clique aqui e baixe o arquivo em mp3.