Contas Abertas

Houve superfaturamento na organização para a Copa do Mundo?

 

Criado em dezembro de 2005, a Ong Contas Abertas realiza o acompanhamento dos gastos públicos federais com o objetivo de fomentar a transparência, o acesso à informação e o controle social.

Em entrevista para o programa “Gazeta da Copa”, o estudante Gabriel Beccari conversou com o fundador Gil Castelo Branco sobre as supostas afirmações de superfaturamento nas obras para a o Mundial de 2014 e se, na visão dele, houve desperdício de gastos.

Acompanhe aqui!

Clique aqui e baixe o arquivo em mp3.

Comentar

Seu e-mail nunca é divulgado. Os campos obrigatórios são marcados com *