Cine Belas Artes

Home » Reportagens » Cine Belas Artes

Fundado em 1967, o Cine Belas Artes é um dos mais frequentados da cidade, especialmente pelos jovens.

 

A programação do Cine Belas Artes é caracterizada por fugir do grande circuito comercial e por trazer obras de várias nacionalidades, como a francesa, a argentina e a japonesa e os clássicos brasileiros. Por esse motivo, o lugar atrai os amantes da sétima arte, que procuram um espaço diferente para apreciar seus filmes.

O cinema também foi palco de resistência contra a censura na Ditadura Militar e exibiu filmes de polêmicos diretores, como Paolo Pasolini, Jean-Luc Godard e Glauber Rocha. Mas, em 1982, o cinema sofreu um grande incêndio e passou a ser gerido pela produtora francesa Gaumont Belas Artes, que vendeu os direitos para o banco global britânico e a produtora O2 filmes de Fernando Meireles, em 2004. Com a perda de patrocínio do banco e com a especulação imobiliária em alta, o cinema fechou em 2011.

Com vários abaixo-assinados e pedidos do público, a prefeitura de São Paulo conseguiu o tombamento do prédio, o que levou à reforma e a reinauguração em 2014. Atualmente, o Belas Artes é um dos cinemas de rua mais frequentados da cidade e tem atraído também os jovens, pois mantém os filmes em cartaz por mais tempo do que os exibidores comuns, como é o caso de “Medos Privados em Lugares Públicos”, filme que ficou três anos em cartaz.

Os estudantes de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero: Arthur Beltrame, Bruno Macedo, Gabriel Alves e Eric Campi produziram uma reportagem sobre o Cine Belas Artes, cujo link encontra-se abaixo:

Clique aqui e baixe o arquivo em mp3.